O sexto texto escolhido

15/04/2009 at 11:55 pm Deixe um comentário

Queridas, chegamos ao final de nosso sorteio. A coisa foi boa, recebemos mais de 1000 e-mails ( menos 986 e-mails ), então foi uma delícia olhar cada um deles com cuidado e fazer a escolha. Agradecemos. O sorteio agora fica nas mãos da Mile e amanhã colocamos o resultado aqui.
Sorte a todas!
Tudo continua. Deseja participar ? É só nos enviar um e-mail com um texto bacaninha e “super criativo”. Vale tudo. Fale sobre seu trabalho, nos ensine a fazer algo, uma noticia MARA desse mundo mulherzinha e DICAS, muitas DICAS. Logo que compretar 30 postagens de pessoas diferentes catamos uma nova patrocinadora e lançamos mais uma baita promoção de participação, parte 2.
Amamos. Queremos mais.

je1

Simplesmente Feliz

Na última edição do festival de cinema do Rio de Janeiro um filme inglês me chamou a atenção. Happy go lucky de Mike Leigh. Durante o festival duas sessões do filme estavam agendadas e eu marquei no meu calendário uma tarde num shopping na zona sul do rio. problemas na alfândega impossibilitaram a exibição do filme no festival, depois de sair de casa e atravessar a cidade pra assistir ao tal filme fiquei com o ticket de vicky cristina barcelona que ocupou o horário. grande filme de woody allen mas quando acabam os créditos nada se fala além do “ onde vamos comer ?”.
Um verão passou desde do epiśodio vicky cristina barcelona e chegou a hora de happy go lucky agora traduzido como “simplesmente feliz” chegar aos cinemas do rio. A história é a seguinte uma garota, sim Poppy é uma garota de 30 anos que é simplesmente feliz com a vidinha besta que leva. Ela é mais irritante do que agradável mas tudo por uma boa causa ela precisa ser feliz. Assim como tem gente que se dedica a arte de ser mau humorado poppy se dedica a arte de ser feliz.
O que a primeira vista parece ser fácil se revela complicado. A irmã é do tipo dona de casa perfeita, o instrutor de auto escola um ranzinza, os alunos e pais confusos.  Todos poderiam arrancar uma resposta dura e rude de Poppy mas não nossa heroína, nada de self pitty ou barracos no meio da rua, nada de se descabelar por pouca coisa. Poppy se esforça e sorri e balança os colares de frutinha  que ficariam luxo na carrie bradshaw.
Happy go lucky durou muito mais do que o “onde vamos comer” de Vicky Cristina Barcelona. Nunca tinha percebido que ser feliz não é item de fábrica, dá trabalho, custa e sem dúvida é o caminho mais longo. Deixar pra lá não é descaso é uma lição pra vida toda. Se eu soubesse disso naquela tarde em que happy go lucky teve problemas com a alfândega teria aproveitado mais vicky crisitna barcelona. Como Poppy diria: acho lindo a Penelope Cruz falando inglês.
Pra assistir ao trailer : http://www.youtube.com/watch?v=jCI96syZYaA.

Texto enviado por Ana Affonso

Anúncios

Entry filed under: Creative Day.

Karla, originalmente estilosa Em algum lugar do passado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Puxem a cadeira, sentem-se, a água do café ainda está fervendo e enquanto isso vamos juntas trocar figurinhas sobre o fazer sem o saber.

Dia-a-Dia

Passou, mas está aqui!

Já passaram por aqui...

  • 257,508 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: