:: Ítaca ::

02/05/2009 at 8:30 am Deixe um comentário

Ítaca
Constantine P. Cavafy (*)
Tradução de Alexandre Raposo
 
 
Quando partir rumo a Ítaca,
peça que a viagem seja longa,
repleta de aventuras e descobertas.
Não tema os lestrigões, os cíclopes,
e nem o irado Poseidón.
Você não encontrará tais seres em seu caminho
enquanto mantiver o pensamento elevado
e uma rara emoção
dominar seu corpo e espírito.
Não encontrará lestrigões, cíclopes
e nem o feroz Poseidón,
se não os levar em sua alma,
se a sua alma não os puser em seu caminho.
Peça que a estrada seja longa.
Que sejam muitas as manhãs de verão
nas quais, com que prazer, que alegria,
você chegará em portos onde nunca esteve.
Detenha-se nos mercados fenícios
e adquira belas mercadorias,
madrepérola, coral, âmbar e ébano,
voluptuosos perfumes;
tantos perfumes voluptuosos quanto puder;
visite muitas cidades egípcias
e aprenda avidamente com os sábios.

Traga Ítaca sempre em mente.
Chegar lá é a sua meta.
Mas não apresse a viagem.
Melhor que se estenda durante anos
e que você chegue já velho à ilha
rico de tudo o que ganhou no caminho,
sem esperar que Ítaca o enriqueça.
Ítaca já o presenteou com a bela viagem.
Sem ela, você não teria partido.
Nada mais, porém, pode lhe oferecer.
E mesmo que a encontre pobre,
Ítaca não o terá enganado.
Sábio e experiente com se tornou,
à essa altura você já terá compreendido
o que significam as Ítacas.

(*) Cavafy, um dos mais proeminentes poetas gregos, nasceu em 29 de abril de 1863 e morreu na mesma data em 1933, em Alexandria, no Egito. Segue uma nota biográfica escrita pelo próprio poeta: “Sou de Constantinopla por descendência, mas nasci em Alexandria, em uma casa à rua Seriph. Fui embora muito jovem, e passei a maior parte de minha infância na Inglaterra. Posteriormernte, visitei este país como adulto, mas por um breve espaço de tempo. Também vivi na França. Durante minha adolescência, morei dois anos em Constantinopla. Faz muito tempo desde que visitei a Grécia pela última vez.  Meu último emprego foi como guarda-livros em uma repartição pública do Ministério de Obras Públicas do Egito. Sei falar inglês, francês e um pouco de italiano.”

Abraços,  Alexandre Raposo

Anúncios

Entry filed under: Chá com letras.

Um desafio diferente Já escolheu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Puxem a cadeira, sentem-se, a água do café ainda está fervendo e enquanto isso vamos juntas trocar figurinhas sobre o fazer sem o saber.

Dia-a-Dia

Passou, mas está aqui!

Já passaram por aqui...

  • 257,498 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: